CidadeInformaçãoPirassununga

Votação na região tem queixas e trocas de urnas, candidato detido e apreensão de material

Em São Carlos, um candidato foi levado ao plantão policial duas vezes em menos de 9 horas.

O dia de votação correu tranquilamente na maioria das 42 cidades da região, onde 1.394.222 eleitores estavam aptos a votar. Os principais problemas ocorreram em São Carlos, onde duas pessoas foram detidas e foram registradas queixas em locais de votação por possíveis problemas em urnas.

Ocorrências policiais

O candidato a deputado estadual e vereador em São Carlos pelo PSB, Paraná Filho, foi levado para o plantão policial em menos de 9 horas. Durante a madrugada, policiais encontraram o candidato com uma grande quantidade de material de campanha no carro em frente a um local de votação. Vereador licenciado de São Carlos (SP), Paraná Filho, candidato a deputado estadual, foi preso por fazer boca de urna.

Ele e uma guarda municipal que o acompanhava foram conduzidos para a delegacia, prestaram esclarecimentos e foram liberados após assinarem um termo circunstanciado. O material não foi apreendido. Por volta das 12h, ele foi novamente levado por policiais, contra a sua vontade, para o plantão policial para prestar esclarecimentos em um caso de desacato envolvendo o seu irmão. Segundo a Polícia Militar, ele foi conduzido como testemunha e após serem ouvidos, os dois irmãos foram liberados. Paraná Filho disse que irá entrar com uma denúncia contra os policiais na Corregedoria e pretende processar o Estado por danos morais.

Em Guarapiranga, distrito de Ribeirão Bonito, a Polícia Militar apreendeu material de campanha que estava jogado em frente a uma escola. Segundo a polícia, havia uma grande quantidade de santinhos no chão e seria elaborado um boletim de ocorrência contra o candidato, que não teve o nome divulgado.

Problemas com urnas

Pelo menos 25 urnas eletrônicas de oito cidades da região foram trocadas por apresentarem problemas técnicos. O maior número de urnas que precisaram ser substituídas foi em Rio Claro, onde sete equipamentos travaram ou apresentaram uma tela preta e São José do Rio Pardo, onde também cinco equipamentos tiveram problemas. Também foi necessário trocar quatro urnas em Pirassununga, duas em São João da Boa Vista, duas em Araras, três em Corumbataí, uma em Leme e uma em Brotas.

Em São Carlos, eleitores relataram supostos problemas para votar para presidente em seções da Escola Estadual Profº Gabriel Felix do Amaral e na EMEB Prof. Afonso Fioca Vitali (CAIC), no Cidade Aracy. Segundo eles, ao votar aparecia uma ‘tela preta’. O juiz eleitoral não Morello esclareceu que após o último voto, que é para presidente, aparece uma tarja preta enquanto a votação está sendo processada. “É próprio da urna eletrônica”, disse.

Também em São Carlos, a Escola Estadual Maria Ramos teve os fios de energia elétrica furtados durante a madrugada, mas a situação não prejudicou a votação. Em Rio Claro, mesários relataram casos de pessoas que se confundiram com voto para senador por não saberem que era necessário votar em dois candidatos e estranharem a foto de dois suplentes.

Sem sujeira

Em Rio Claro, a prefeitura colocou funcionários para limpar as ruas antes de iniciar a votação. A diretora da Escola Diva Marques Gouvea, Andréa Marangoni, ajudou a limpar a frente da escola. “Estava muito sujo e não jogaram pouco papel. Na entrada tem muito idoso e deu chuva e minha preocupação é as pessoas escorregam. A gente não vai conseguir tirar tudo, mas pelo menos na entrada”, disse. Rio Claro recolhe santinhos das ruas antes do início da votação

FONTE: EPTV

Tags
Show More

Máterias relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker