Comerciante de Palmeiras morre afogado no Rio Mogi Guaçu

Comerciante, de 63 anos de idade, morreu afogado no Rio Mogi Guaçu, Distrito de Cachoeira de Emas, em Pirassununga. Segundo informações, ele havia desaparecido na quarta-feira, dia 9, por volta das 23h30, quando pescava com um amigo em uma jangada improvisada, que acabou virando. O amigo conseguiu se salvar, nadando até o barranco, mas Primo Landgraf (Branco, como era conhecido) não retornou à superfície.
Uma equipe de Bombeiros, de Pirassununga, passou a procurá-lo, mas, devido às dificuldades do local, as buscas foram interrompidas e reiniciadas no dia seguinte, quando, então, conseguiram localizá-lo. Segundo o Corpo de Bombeiros, o corpo foi encontrado entre as pedras do rio a cerca de 20 metros do local onde pescava.
Depois de ser levado ao Instituto Medico Legal, em Limeira, o corpo foi transladado para Santa Cruz das Palmeiras, ondo foi sepultado. Como o falecido era muito querido, grande número de amigos esteve presente em seu velório.
Branco tinha um Bar na Rua Santa Cruz, conhecido como Bar do Branco, era casado, deixa esposa, dois filhos e demais familiares.