Empresa descumpre prazo de obras, gera reclamações de funcionários e moradores

Esta semana, mais precisamente na última quarta-feira, 27, a população foi surpreendida por manifestações de funcionários de uma empresa que presta serviços para a Prefeitura Municipal, inclusive com um vídeo que está circulando nos grupos de redes sociais. No mesmo dia, fomos checar as informações. Apuramos que na Rua Joaquim Mendes Ramos está sendo construída uma obra de drenagem, cuja empresa A. Fernandez Construções Eirelli, de Jundiaí, foi vencedora de uma licitação para execução de obras de água de drenagem pluviais e recuperação de pavimento. A obra é objeto de convênio assinado com o FEHIDRO, através do Governo do Estado, cujo valor é de R$ 393.352,53, inclusos mão de obra e materiais.
Quando estivemos no local, encontramos dois funcionários que disseram estar aguardando materiais para trabalhar. Tivemos outras informações, que são as mesmas do vídeo nas redes sociais, gravado por um ex-funcionário (dispensado um dia antes), afirmando que estavam sem as mínimas condições de trabalho, que faltavam equipamentos de segurança para os trabalhadores, que os responsáveis pela obra dificilmente apareciam, que os salários estavam atrasados, entre outras reclamações.
Segundo informações obtidas junto à Prefeitura, a empresa já foi notificada a justificar o atraso, pois não vem cumprindo os prazos estabelecidos no cronograma físico-financeiro apresentado pela própria empresa quando da licitação, gerando, com isso, muitas reclamações dos moradores onde as obras vêm sendo executadas.
Por outro lado, os funcionários contratados pela empresa estão sem receber os salários, acarretando grandes transtornos às famílias que dependem desse ganho para seu sustento.
Indagada qual a sua responsabilidade sobre o assunto, a Prefeitura respondeu que a contratação dos funcionários é de responsabilidade somente da empresa. O que a prefeitura vai fazer é notificar a empresa e exigir que ela faça a obra conforme o cronograma.
O outro lado
Entramos em conta com a empresa acima citada, dizendo o seguinte: “Boa tarde, somos do Jornal Gazeta Palmeirense, estamos fazendo uma matéria esta semana sobre uma obra que está sendo realizada aqui em Santa Cruz das Palmeiras, que, segundo informações, são de responsabilidade dessa Empresa. O motivo são as reclamações que chegaram até a nossa redação. Entre estas, atraso na obra, atraso de pagamentos dos funcionários, falta de equipamentos, entre outros. Gostaríamos de ouvir a versão da empresa sobre o assunto, por favor. Desde já agradecemos a atenção”.
Uma pessoa, de nome Mario Alves Neto, pediu o número do nosso telefone, passamos, mas até o fechamento desta edição não obtivemos respostas.

Compartilhe:
Share on Facebook
Facebook