Marcha da Fé reúne mais de quarenta mil devotos

A 43ª. Marcha da Fé, em homenagem ao Beato Donizetti Tavares de Lima, realizada em Tambaú (SP) no domingo, 16, reuniu mais de 40 mil devotos entre romeiros e peregrinos de todo o Brasil e até do exterior.

A “Cidade da Fé” estava toda enfeitada nas cores azul e branca (as preferidas do Padre Donizetti) para este importante evento religioso que, neste ano, coincidiu com a data de sua partida para o céu ocorrida em 1961.

A “Praça dos Milagres” ficou completamente lotada às 8 horas, quando se iniciou a marcha até o Terminal Turístico “Irmã Célia Cadorin”. À frente, como já acontece há muitos anos, a Banda Musical, “Os Pinguins”, de Santa Cruz das Palmeiras, sob o comando do maestro Franco. O Bispo da Diocese de São João da Boa Vista: Dom Antônio Emídio Vilar, o Padre Anderson Godói de Oliveira do Santuário Nossa Senhora Aparecida, outros Padres, Diáconos, Seminaristas, caminharam juntamente com a multidão de devotos. Na sequência, o carro-andor com o quadro do Beato Donizetti e a imagem de Nossa Senhora Aparecida, e o carro com as crianças simbolizando os milagres mais famosos da época das grandes romarias. Participação dos membros do “Terço dos Homens” demonstrando a religiosidade.

Às 8h45 foi entronizado no altar da celebração da Santa Missa solene o quadro do Beato Donizetti, exatamente no horário de seu nascimento em Cássia (MG). Às 11h15, todos acompanharam a gravação da bênção milagrosa seguida da famosa “chuva de pétalas de rosas”, exatamente no horário de seu falecimento em Tambaú (SP). Realmente, a coincidência desses horários impressionou seus devotos. Foi também ouvida a voz do vigário em gravação de 1955. A missa campal foi presidida pelo Bispo Diocesano Dom Vilar.

A Marcha da Fé foi criada pelo Padre Edison Ercilio Franco, sendo uma caminhada de esperança e fé em homenagem ao aniversário de vida eterna do Padre Donizetti; resgatando a memória do hábito dele, que caminhava com seus coroinhas, em oração, da Igreja São José até o Lar São Vicente. A primeira, realizada em 1976 contou com a presença de 17 mil pessoas. Segundo o criador, “todos carregam sua própria cruz com alegria, na certeza de serem atendidos por Nossa Senhora Aparecida e pelo virtuoso Padre Donizetti.”

Agora, todos aguardam a confirmação da data da cerimônia de beatificação, que deverá ocorrer neste ano, em Tambaú (SP). A 44ª. “Marcha da Fé” será no dia 21 de junho de 2020

Col.:  Francisco Donizetti Sartori (Fiquinho). Jornalista e Membro da Comissão Pró-Beatificação do Beato padre Donizetti.

Deixe um comentário