Educação

Escola Lauro Barreira comemora 64 anos de existência

No próximo domingo 18, a Escola Estadual  “Lauro Barreira” completa 64 anos de existência.  Fundada em 1954, a tradicional escola sempre foi conhecida pela qualidade do ensino que oferece e pelo comprometimento com os alunos, com os pais e com a sociedade palmeirense, colaborando com a  formação dos  cidadãos e profissionais das mais variadas esferas. 

Situada à Rua Prudente de Moraes, nº 318, o prédio, construído na gestão do prefeito Constantino Stocco e do vice-prefeito Manoel Mendes Ramos, com recursos municipais, foi doado ao Estado, tendo como patrono Lauro Alves Barreira, conceituado fazendeiro e político da época.

Atualmente, o prédio conta com 12 salas de aula, onde estudam,   em 2018, 846 alunos distribuídos em 26 turmas entre  Ensino Fundamental II,  Ensino Médio e  EJA (Educação de Jovens e Adultos), em três períodos: manhã, tarde e noite. Hoje a escola possui na equipe gestora três ex-alunos: o diretor, Ricardo Aparecido Manoel, o  vice-diretor, José Ricardo Ferracini, e a professora,  coordenadora pedagógico, Adriana Lot Lucatelli. Conta também com gerente de organização escolar, dez agentes de organização escolar e um corpo docente de aproximadamente 30 professores. em sua maioria efetivos.

Temos muito orgulho em dizer que temos uma equipe de trabalho sólida, experiente e muito comprometida. Nossos professores não medem esforços para garantir  a aprendizagem de nossos alunos,  assim  como as famílias dos mesmos. Para comemorar esta data tão importante, hoje, sexta-feira,  dia 16, realizaremos uma programação festiva com a participação dos alunos, pais, professores, funcionários e da comunidade escolar Coordenadora Adriana

Continuando, Adriana ressaltou ainda o seguinte:

A eterna e querida  Professora Maria Aparecida Pires de Moraes Nantes (Professora Nê) demonstrou a nós sua intenção  de homenagear alguns ex-alunos que não estão mais entre nós, e sim na presença de Nosso Pai, publicando nesta matéria seus depoimentos constantes no livro Memorial Lauro Barreira , escrito e publicado pela mesma professora no ano de 2004 por ocasião do Jubileu de Ouro da nossa amada Escola. Nos depoimentos transcritos abaixo, encontramos declarações de gratidão à Escola, escritas por profissionais que honraram e dignificaram o nome da Escola. Coordenadora Adriana

Homenagens Póstumas

Orgulho-me de ter sido aluno dessa Casa de Ensino, pois vivi parte de minha mocidade, cercado por excelentes professores a exemplo deles: Sabino Stênico (Português), Maria Tereza Stênico (Francês), Jaime Montanheiro (Latim), Wladimir Waller (Matemática), Aparecida Outeiro (Geografia), Arnaldo Duarte de Oliveira (Desenho), Gilbrair Issa (Ciências Naturais) entre tantos outros. O ensino ministrado era de excelente qualidade e que até hoje sevem de pilar para a minha vida profissional. Mesmo ficando por um período de mais de 8 anos sem estudar e sem tempo para ao menos uma recapitulação, somente com o aprendizado que tive no Lauro Barreira, consegui passar no vestibular da Faculdade de Administração de Empresa e na Fundação Otávio Bastos em Direito, na qual me formei em 1980. Tenho boas lembranças do “seu” Fernando Stocco e “seu” Márcio (inspetores de alunos), Valdeci Outeiro (secretário), e do “seu” Luiz Galimberti (servente). Parabéns, Escola Estadual Lauro Barreira, pelos 50 anos de fundação, espero que seu nome continue a ser mencionado com orgulho pelos atuais alunos. Depoimento do ex-aluno: Luiz Carlos Riedo Corrêa  (advogado e corretor de imóveis)+10/08/2015

Estudei na Escola Lauro Barreira no período de 1973 a 1978, portanto durante 6 anos. Muitos dos colegas que estudei desde a 6º série concluíram comigo o 3º colegial. Foram anos de um misto entre convívio e aprendizagem entre colegas, professores, funcionários e diretoria. Foi um período muito bom, inesquecível, pois trago comigo muitos frutos de aprendizado, amizades e recordações de uma fase de vida maravilhosa! Foi nesta escola que conheci alguns “namoradinhos” os primeiros e também meu querido e saudoso marido (João Carlos Galucci) e amigos que cultivo até hoje, seja na escola dos nossos filhos, no encontro anual que realizamos dos formandos do colegial ou no dia-a-dia. Foi através dos professores do conteúdo pedagógico do Ensino Médio que me inspiraram a profissão em Química Industrial, pois o curso era profissionalizante em Química e com isso tínhamos contato com várias disciplinas da área. Atualmente trabalho como química responsável pelo Tratamento de Água Municipal e sempre atuei nesta área desde que formei em 1982, já lecionei na disciplina nesta escola no período de 1989 a 1991. Realmente esta escola faz parte da minha vida e me orgulho de ter estudado nela. Parabéns à Escola pelos 50 anos de existência e a todos que nela trabalham. Depoimento da ex-aluna Isabel Cristina O. Ghiotti Galluci (Química industrial) + 31/01/2015

“Hoje, como profissional experiente, percebo a importância dos anos passados nesta Escola. Foram ensinamentos e princípios que muito contribuíram para minha formação pessoal e profissional. Em 1966, eu então com 17 anos de idade, e com aspirações e esperanças comum em qualquer juventude, talvez não entendesse na época o quanto valorizaria os ensinamentos passados pelos professores e direção. Como aluno,  participei da fanfarra representando a Escola em apresentações da cidade e Municípios vizinhos como Santa Rita do Passa Quatro e Aguaí. Participei também do Grêmio Estudantil, fazendo reivindicações junto á direção em prol dos alunos. Com os anos, percebemos as inovações e tecnologia mudando e aperfeiçoando o ensino, porém valores como respeito e garra trago como herança destes importantíssimos anos que passei como aluno da Escola Estadual Lauro Barreira.” Depoimento do ex-aluno José Geraldo Sobreira Gândara – Ado (Médico Veterinário)+ 22/01/2104

“Bons tempos aqueles de Lauro Barreira.  Minha passagem pelo Ensino Médio foi marcada por incertezas, sonhos e alegrias. Incertezas de quem seria, qual minha profissão e ainda os sonhos de poder continuar meus estudos, quem sabe até fazer uma Faculdade e ainda todas as alegrias que uma escola como Lauro Barreira causava a todas as pessoas que ali estavam. A Escola Lauro Barreira era uma escola ativa, com professores competentes e dedicados, não sei se correto afirmar, mas também o público era diferente, talvez pela necessidade ou talvez pela educação de base que tivemos, pois me lembro que a grande maioria vinha de famílias tradicionais da cidade que esforçavam-se ao máximo para dar educação ao filho. Lembro-me também da rigidez nos horários (principalmente nos intervalos na responsabilidade do Sr. Damas e Sra. Salomé e na aula de Educação Física do Sr. Fachini), professores que hoje seriam chamados de “carrascos”, mas que eu admiro pela competência e serenidade dos trabalhos, pois além de nos ensinar também nos passavam a importância da ética do compromisso, da família, da dedicação e da amizade; este ultimo tanto é verdade que hoje após mais de 20 anos ainda os tenho como verdadeiros amigos, conselheiros e até colegas de trabalho. Hoje temos “coisas” que naquele tempo eram menores ou quase insignificantes: evasão escolar, tecnologia, ensino a distância, era virtual, TV escola digital, alunos desrespeitando diretores e mestres , brincos na orelha, piercing, cabelos longos, ir á escola de boné ( ir sim, assistir aulas não), brigas, palavrões …, mas que hoje eu, como professor acho que são atitudes que fazem a diferença, não que tenhamos que ser “carrascos”, mas sim fazer parte da formação do aluno de forma eficiente e eficaz. Também não posso me esquecer do apoio que os professores da escola recebiam da direção. Chega de reclamar, foram bons tempos que ficaram na minha memória e gostaria de contar uma passagem muito engraçada acontecido no último ano de Lauro Barreira, história que até este momento poucas pessoas  tiveram conhecimento. Estávamos em uma jornada de jogos escolares, os famosos e inesquecíveis Jogos Colegiais, na cidade de São Paulo. Eu e  alguns amigos resolvemos comer o lanche do nosso professor Sr. Fachini, quanta confusão, ele ficou furioso por termos comido seu lanche (bananas!!!), conversou conosco, nos deu uma bela lição de moral e todos ficamos felizes no final, passagem que até hoje lembramos e damos boas gargalhadas, e talvez momentos como esse é que nos fazem ter tanta admiração por esse exemplar profissional, o qual neste momento “tiro o meu chapéu”. Depoimento do ex-aluno Manoel Maria da Silva Júnior – Mané (Consultor de Empresas) + 17/01/2018.

Com certeza a Escola Lauro Barreira marco inicial para meus horizontes, foi lá que realmente percebi a necessidade de comprometimento com tudo que fazemos.

Parabéns Lauro Barreira, pois como para mim, tenho certeza de que para muitos outros, você será sempre o Lauro. Um grande abraço e parabéns!”

Parabéns,  Escola Lauro Barreira, pelos 64 anos de fundação!

Show More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Não Copie!
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker