Notícias

Represas da cidade já estão em estado crítico

Esta é a opinião do vereador Jaime Piran, que, na sessão da Câmara realizada na noite da última terça-feira, dia 19, apresentou, através de requerimento, subscrito pelo vereador Fabiano Pavani, várias indagações ao prefeito:
“Considerando que este vereador em visita in loco, verificou que as represas do nosso munícipio estão em estado crítico;
Considerando que, em consulta com funcionários do setor, estes informaram que os maquinários que mantém a conservação das represas estão parados por falta de manutenção, e as operações estão sendo feitas no limite do possível;
Considerando ainda que nesta época de escassez de chuva, comumente é feito o racionamento de água no munícipio;”
Pede-se ao Sr. Prefeito para que informe o que segue: “Dada a situação que se encontra as represas, se tem intenção de racionar a água, como é feito todos os anos? Quanto à manutenção dos equipamentos, qual a razão desta negligência? Quando será feito os reparos?”
Aterro sanitário
Em outro requerimento de Jaime Piran e Fabiano, o assunto diz respeito ao Aterro Sanitário, que, segundo eles, está causando preocupação. O pedido ao prefeito é “para que informe o que segue sobre o aterro sanitário de nosso munícipio: Nosso aterro sanitário está em sua capacidade máxima de armazenamento? Caso sim, qual o plano de ação que será tomado? Possui licenciamento ambiental junto à CETESB? É de conhecimento do Executivo de que, caso o aterro sanitário esteja em capacidade máxima e nada for feito, o munícipio poderá receber uma multa onerosa?”
A justificativa para o pedido é esta: “Estes vereadores receberam a informação, quanto ao excesso da capacidade do aterro sanitário, de munícipes que se demonstram preocupados com a situação”.
Moção de Pesar
Ainda na sessão de terça-feira, dia 19, todos os vereadores assinaram uma Moção de Pesar proposta pelos edis Jaime, Giovana e Fabiano à família Bastos, do seguinte teor:
“Causou profunda consternação a notícia do falecimento da Sra. MARIA JOSÉ PIGNATARO BASTOS – Dª DEDÉ, ocorrido no dia 25 de maio do corrente, aos 77 anos de idade.
Maria José, mais conhecida como Dedé, nasceu em Rio Claro – SP no dia 19 de Julho de 1940. Filha de Godofredo Renato Valdomiro Pignataro e Amália Carolina Meduna Pignataro.
Cursou o primário e parte do ginasial em Rio Claro onde residia com sua família. Mudou-se para Santa Cruz das Palmeiras onde terminou o ginásio e logo após iniciou o Curso Normal (atual Magistério) no Instituto Tomáz de Carvalho em Casa Branca, cidade vizinha. Formou-se como professora em 1959 e passou a lecionar como substituta no Grupo Escolar Dr. Carlos Guimarães.
Em 1963, casou-se com o Sr. Oleno de Moraes Bastos, com quem teve dois filhos: Renato e Roberta.
No ano de 1964, ingressou no Magistério do estado de São Paulo, tendo sua primeira classe no bairro de Burgo Paulista na capital. No mesmo ano, foi comissionada na Escola Lauro Barreira, vindo depois a assumir a escola rural da Fazenda Palmares por 12 anos.
Após esses anos, foi aprovada em concurso para coordenadora pedagógica, assumindo o cargo na Escola Maria Aparecida Ungaretti e depois de algum tempo atuou nessa mesma função na Escola Dr. Carlos Guimarães.
Em 1985, foi aprovada em concurso público para supervisora de ensino junto à Delegacia de Ensino de Casa Branca, função esta que exerceu até aposentar em 1986.
Após a sua aposentadoria, ainda atuou como professora no Curso de Magistério da Escola Lauro Barreira.
Dona Dedé foi membro de diversas entidades e clubes de serviços, onde foi: Vice-presidente do Centro Social Nª Senhora do Rosário e Presidente da Casa da Amizade do Rotary Club de Santa Cruz das Palmeiras.
Além disso, participava da comunidade paroquial da nossa cidade como: catequista da Paróquia Santa Cruz, membro da Pastoral da Liturgia das Paróquias Santa Cruz e Santa Rita.
Vitima de um acidente, faleceu aos 77 anos de idade na cidade de Ribeirão Preto”.
“Diante do exposto, Requeremos, na forma regimental e após ouvido o Plenário desta Casa, que conste da Ata dos nossos trabalhos de hoje um voto de profundo pesar pelo falecimento da Sra. MARIA JOSÉ PIGNATARO BASTOS, Dª DEDÉ, dando ciência dessa deliberação à família enlutada”.

Show More

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Não Copie!
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker