Racionamento em Santa Cruz das Palmeiras passa de 12 para 36 horas

A prefeitura de Santa Cruz das Palmeiras divulgou, na última sexta-feira, dia 18, novas medidas de racionamento de água em uma escala de 12 por 36 horas na cidade.
Com a mudança, o abastecimento está sendo liberado por 12 horas e fechado por 36.
Segundo a prefeitura, a medida passa a valer devido à falta de chuvas aliado ao baixo nível dos reservatórios. Ainda de acordo com a administração pública, a medida não permite nenhum tipo de lavagem de quintais, garagem e calçadas e a escala de racionamento seguirá até que os níveis dos reservatórios sejam recuperados.
Duas usinas da região emprestaram dois caminhões-pipa com capacidade de 60 mil litros para transferir água de uma represa para outra durante 24 horas por dia. A captação está sendo feita no reservatório da represa Schiavon, localizada no bairro Jardim das Palmeiras, que é abastecido pelo Rio da Prata.
Ainda segundo a prefeitura, há uma obra em andamento que deve minimizar o problema de falta de água no município: uma represa de 10 mil metros quadrados com 5 metros de profundidade do córrego Tabarana. “Nós vamos fazer a transposição do córrego Tabarana para o Córrego Pessegueiro. A gente acredita que em um prazo de 15, no máximo 20 dias, a gente começa a receber essa água aqui na Estação de Tratamento Davi”, disse o prefeito Zé da Farmácia, em entrevista à EPTV São Carlos.